Aulas

Aulas: Violão; Guitarra e Contrabaixo Elementar

1 – Concepção

2 – Metodologia

2-1 A música Como Hobby

2-2 Menus

2-2-1 Teórico

2-2-2 Técnico

2-2-3 Leitura Musical

2-3 Preparação Para o Vestibular de Música da Unicamp

2-4 Música e Informática

2-5 Bibliografia de Apoio



1 – Concepção

Nos dias atuais não há nenhuma dificuldade em se encontrar material de estudo para o aprendizado de guitarra ou violão. Uma infinidade de métodos, livros, e vídeo-aulas estão disponíveis no mercado.

Muitas escolas e professores de música vêm utilizando estes métodos (que utilizam padrões pedagógicos parecidos), e com isso se observou, nos últimos anos, uma crescente padronização do ensino musical.

Apesar dos bons resultados obtidos, tenho ouvido nos últimos tempos queixas de vários estudantes de música. A principal delas é o pouco espaço que essas metodologias dão as preferências musicais dos alunos. Não fazendo apologia contra a sistematização do ensino — que muitas vezes permite uma didática eficiente e um planejamento concreto — percebo que o excessivo apego a uma metodologia única ou preponderante tem levado o ensino para uma rigidez e controle que muitas vezes reprimem o que realmente o aluno tem vontade de aprender.

O que observo é que em diversas situações é apresentando ao aluno um curso padronizado, relegando ao segundo plano as preferências suas musicais. As pessoas que procuram uma escola/professor de música podem estar atrás apenas de um hobby e tem gostos musicais diferentes. Se o professor determina de antemão a matéria musical a ser ensinada corre o risco de transmitir uma carga de conhecimentos que sufoca ou desagrada o aluno, e, em ambos os casos, leva-o a se desinteressar pelo curso em pouco tempo.

A metodologia por mim proposta não visa negar as outras existentes (que já produziram excelentes resultados), mas adequá-las aos objetivos de aprendizado do aluno, procurando trabalhar inicialmente sobre seus interesses musicais e sugerindo no decorrer do curso diferentes caminhos para o estudo da música.

2 – Metodologia

Na primeira aula serão discutidos com aluno quais são as suas preferências musicais (bandas, gêneros, estilos…) e quais são os seus objetivos: simplesmente tocar as músicas de seus grupos preferidos, aprender teoria musical, tornar-se músico profissional, etc.

Estando claros esses objetivos o professor ira preparar o material adequado para cada aluno.

2-1 A Música Como Hobby

Será escolhido um conjunto de músicas a serem estudadas pelo aluno dentro do seu gosto musical (o aluno será incentivado a trazer Cds e fitas da sua preferência). Estas músicas serão estudadas tendo como primeiro objetivo que o aluno toque-as bem, sem preocupações com aspectos teóricos. Desse modo o aluno não terá que se preocupar em assimilar um material que não o agrada ou conceitos de teoria que não está disposto a aprender. O objetivo do primeiro período do curso é fazer que o aluno sinta prazer em estudar, treinar e tocar as músicas que o agradam.

Se durante o curso o aluno se interessar pelo aspecto teórico das músicas o professor apresentará outras opções de estudo. Serão mostradas as diferentes formas de estudo teórico e será permitido ao aluno escolher ao seu modo estes estudos (veja os Menus teórico/técnico abaixo). Serão elucidados os diferentes aspectos musicais como técnica, solo, improvisação, etc, deixando-se bem claro quais os caminhos que aluno terá que trilhar se quiser alcançar determinado objetivo.

Nas aulas serão utilizados play-back das músicas a serem tocadas pelo aluno, que ele poderá levar para casa e estudar O objetivo principal é que o aluno toque junto com uma base pré-gravada assimilando os aspectos da música mais facilmente e tornando o estudo mais prazeroso.


2-2 Menus

  • 2-2-1 Menu Teórico
    • Acorde (definição)
    • Formação de acordes
    • Cifras
    • Tonalidade
    • Inversão de acordes
    • Tríades e tétrades formadas sobre os graus da Escala Maior
    • Categoria dos acordes
    • Inversão de acordes
    • Acordes diatônicos e não diatônicos
    • Qualidade funcional dos acordes
    • Tríades e tétrades diatônicas às escalas: Menor Real Melódica, Menor Harmônica e Menor Natural
    • Acordes de subdominante menor
    • Acordes de empréstimo modal
    • Dominantes
    • Progressões II V I
    • Sub V7
    • Acordes de dupla função
    • Acordes diminutos
    • Tensões diatônicas e não diatônicas
    • Resolução deceptiva
    • Acordes dominantes sem função dominante
    • Modulação
    • Harmonia modal
    • Análise Harmônica de obras populares e eruditas
    • Campo harmônico em quartas
    • Escalas dos acordes aplicadas ao estudo de improvisação e enriquecimento da harmonia
  • 2-2-2 Menu Técnico
    Exercícios para fortalecimento e abertura dos dedos:

    • Séries 1,2 e 3 [digitação e palhetada]
    • Séries 1a, 2a e 3a [ligado ascendente]
    • Séries 1b, 2b, 3b, 4b, 5b, 6be 7b [ligado descendente]
  • Acordes e suas inversões
  • Escalas
    • Blues
    • Pentatônicas
    • Maiores
    • Menores: Melódica, Harmônica e Natural
    • Tons Inteiros
    • Diminuta
    • Dim-dom
    • Alterada
    • Escalas exóticas
      • Arpejos: 7M. m7, 7M, 7, dim, etc
      • Desenho da escala associado com a digitação do acorde
      • Harmonização em bloco
      • Clichês de blues, rock, jazz, etc…
      • Campo harmônico em quartas
      • Treino de improviso com bases pré-gravadas
      • Prática e análise de peças para guitarra
  • 2-2-3 Leitura Musical
    O aprendizado de leitura será acompanhado pela consulta periódica ao livro “Compêndio de Teoria Elementar da Música” – Osvaldo Lacerda.

    • Representação gráfica do braço da guitarra
    • Representação gráfica do pentagrama, linhas suplementares e clave
    • Notação musical
    • Notas nos trastes da guitarra
    • Extensão e tessitura do instrumento
    • Figuras e valores de notas e pausas
    • Subdivisão de valores de notas e pausas
    • Ligadura e ponto de aumento
    • Compassos simples e compostos
    • Sinais de repetição
    • Acidentes musicais
    • Notas da guitarra na pauta
    • Estudo do método Guia Prático-teórico para o ensino do ditado musical-POZZOLI


2-3 Vestibular de Música da Unicamp

O curso de preparação para o Vestibular de Música Popular da Unicamp tem como objetivo preparar o aluno para as Provas de Aptidão que são realizadas no âmbito estritamente musical e fazem parte do processo seletivo para o Bacharelado em Música na Unicamp.

Este é o tipo mais rígido por mim oferecido, pois além de ter um prazo de término específico, é voltado para um tipo de prova única, em que os objetivos estão bem delineados, ou seja, se sabe de antemão quais os conhecimentos musicais que serão cobrados e testados.

O curso é quase inteiramente baseado nos Menus de Teoria e Técnica Musical descritos acima, isto é, busco preparar o aluno do modo mais completo possível para as provas, não deixando lacunas de conhecimento. Obviamente, conforme as matérias pedidas no Manual do Vestibulando da Unicamp o curso pode mudar ligeiramente, adequando-se aos objetivos das provas.


2-4 Música e Informática

Dentro dos tipos de curso descritos acima será oferecido ao aluno um módulo de estudo da Informática aplicada á musica. O aluno conhecerá os principais programas de computador ligados à gravação e edição de áudio. Aprenderá o funcionamento de programas como Pro Tools, Vegas, Reason, entre outros, e terá a experiência de usá-los na aula. Dentro desse universo também serão ensinados as varias formas de arquivo de áudio, gravação de cds, e programação e uso de baterias eletrônicas e samplers.


2-5 Bibliografia de Apoio

  1. Classical Studies for Pick-Style Guitar. Solos and Duets compiled and arranjed by Willian G. Leavitt. Volume I. Berklee Press Publications. Boston.
  2. The Contemporary Arranjer. Don Sebesquy. Alfred Publishing Co., Inc. 1974
  3. Message in a Box. The complete Transcriptions – The Police. (Transcribed by Emme Luttbeboer). Wise Publications. London, 1996.
  4. História da Musica Européia – Das origens até nossos dias. Jacques Stehman. Difusão Européia do Livro. São Paulo, 1967.
  5. Ritmos Brasileiros e seus instrumentos de percussão. Edgard Rocca. Escola Brasileira de Música. Rio de Janeiro, 1986.
  6. In Deep with Jimi Hendrix Greatest Hits. Andy Aledort. Guitar World. Harris Publications Inc. 1995.
  7. Pozzoli. Guia Prático-Teórico para o ensino do ditado musical. Parte I e II. Heitor Pozzoli. Editora Ricordi. São Paulo. 1983.
  8. Masters of Rock Guitar. Peter Fischer. Ama & Verlage Cologne. 1995
  9. On improvisation – Volume 24. Jamey Aebersold. 1981.
  10. Encore Básico. Curso de Notação Musical em computador. Wilma Ischick e Fausto De Paschoal. Editora Érica. São Paulo. 1997.
  11. Theasaurus of Scales and Melodic Patterns. Nicolas Sloninsky. Charlies Scriber’s Sons. New York. New York 1947.
  12. Toque – Curso completo de violão & guitarra. Ralph Denyer. Editora Rio Gráfica. Rio de Janeiro. 1982.
  13. Jazz Masters – Charlie Christian. Stan Ayeroff. Consolidated Music Publishers.
  14. 1012 Jumbo Jazz (words & music…with chords, Guitar charts & Organ Registrations) Part Two. Shattinger Music Corporation.
  15. Brazilian Rhythms (Drums & Percussion). Nenê. Editions Aug. Zurfluh. Paris, 1989.
  16. Joe Pass Guitar Style. Mel Bay Publications. 1986
  17. Complete Handbook for the Music Arranjer. Michey Baker. Amsco Publishing Company. New York,
  18. Real Book .Sher Music Co., Novembro, 1991.
  19. Revista Guitar Player Brasileira (diversas edições)
  20. Solfejo – curso elementar. Edgar Willems. Editora Fermata. São Paulo, 1985.
  21. A arte da improvisação. Nelson Faria. Editora Lumiar, Rio de Janeiro, 1991.
  22. Dicionário de Acordes Cifrados. Almir Chediak. Editora Irmãos Vitale, São Paulo, 1984.
  23. Compendio de Teoria Elementar da Música. Osvaldo Lacerda. Editora Ricordi, São Paulo, 1967.
  24. Solfejo. Bohumil Méd. Editora Musimed. Brasília, 1986.
  25. Harmonia Funcional. H. J. Koellreuter. Editora Ricordi. São Paulo, 1986.
  26. Harmonia e Improvisação Vol. I e II. Almir Chediak. Lumiar Editora. Rio de Janeiro, 1987.
  27. Treinamento elementar para músicos. Paul Hendemith. Editora Ricordi. São Paulo, 1986.
  28. Forma estrutura na Música. Roy Bennet. Jorge Zahar Editor. Rio de Janeiro, 1986.
  29. Aprendendo a compor. John Howard. Jorge Zahar Editor. Rio de Janeiro, 1991.
  30. O Jazz do rag ao rock. Joachim e. Berendet. Editora Perspectiva. São Paulo, 1975.
  31. O som e o sentido. José Miguel Wisnick. Companhia das Letras. São Paulo, 1999.
  32. Apostila-livro “Guitarra fusion” Volume I. Mozart Melo. (manuscrito)
  33. A arte de pontear viola. Roberto Corrêa. Editado pelo autor. Brasília, 2000.
  34. Música Popular Brasileira. José Eduardo Homem de Melo. Editora Universidade de São Paulo. São Paulo, 1976.
  35. O que é música sertaneja. Waldenyr Caldas. Editora Brasiliense. São Paulo, 1987.
  36. O que é Punk. Antonio Bivar. Editora Brasiliense. São Paulo, 1982.
  37. Jimi Hendrix. Ana Maria Bahiana. Editora Brasiliense. São Paulo, 1984.
  38. Os movimentos Pop. Mª José Rague Árias. Salvat, Editora do Brasil. Rio de Janeiro, 1979.
  39. A música contemporânea. Montserrat Albet. Salvat, Editora do Brasil. Rio de Janeiro, 1979.
  40. Music – The illustraed guide to music around the world from origins to the present day. Alan BlackWood. Mallard Press, New York, 1991.
  41. Paz, amor e Sgt Pepper. George Martin. Dumará distribuidora de Publicações Ltda. Rio de Janeiro, 1995.
  42. Rock – a música do século XX (Volumes I e II). Rio Gráfica Editora. Rio de Janeiro, 1983.